Tag: mulher

Os Malefícios da Pílula Anticoncepcional

Os Malefícios da Pílula Anticoncepcional

Quais são os malefícios do uso da pílula anticoncepcional além da – agora famosa – trombose? Bem, não precisa de nenhuma pesquisa muito extensa pra descobrir, apenas com uma lida na bula contida nas caixas de todas essas medicações ja podemos saber que elazinha em […]

Mulher Sagrada

Mulher Sagrada

Antigamente,bem antigamente, as mulheres eram os seres mais sagrados dentro de uma tribo ou comunidade. Porque elas geravam a VIDA. Só elas. Nas sociedades mais primórdias a sexualidade era instintiva e resumindo: todo mundo transava com todo mundo. Ninguém era de ninguém. E as mulheres […]

Infecção urinária

Infecção urinária

Presença anormal de bactérias no trato urinário

Cistite: quando a infecção está na bexiga e na uretra (o “caninho” que leva o xixi da bexiga até lá fora) – é a infecção mais comum, especialmente nas mulheres pelo simples fato de terem a uretra mais curta, o que facilita a propagação de germes. Leva aos sintomas clássicos: dor e ardência ao urinar (disúria), vontade de fazer xixi TODA HORA e só sai umas míseras gotinhas (polaciúria), não conseguir segurar o xixi (urgência urinária).


Pielonefrite: Quando a infeção ascende para os rins – mais grave e felizmente menos comum. Normalmente cursa com dor lombar e/ou em baixo ventre, podendo ter febre e também os sintomas da cistite.


Muitas mulheres confundem infeção urinária com a leucorréia (infeção vaginal, corrimento). Bem, por serem os buraquinhos muito próximos (o da vagina e o da uretra onde sai o xixi – eles são distintos cês sabem ne?! – quem não souber me fala) é bem comum que a mulher apresente as duas infeções ao mesmo tempo (que azar) mas uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa.

Sobre isso:
====> É MUITO importante que eu diga aqui que não sou nem nunca serei contra o uso de antibióticos, sou contra o uso indiscriminado. Infecção urinária pode dar merda e até matar, sugiro em casos de cistites leves tratar de forma natural, mas quando o bicho pega principalmente em casos de pielonefrites graves com febre alta o indicado é entrar com antibióticos, fazer exame de urina, procurar um atendimento de emergência, mas as decisões sobre isso são individuais também.

Infecção urinária, como lidar

– BEBER MUITA ÁGUA. Eu disse MUITA. Muita mesmo. Beber água sem estar com sede. É a melhor forma de prevenir e o fundamental ponto no tratamento.
– Não segurar xixi. Deu vontade,faz. Salvo em casos de absoluta impossibilidade.


– Sempre fazer xixi depois de transar. 
Eu disse SEMPRE. Nem que seja só um pouquinho. Isso limpa a uretra e impede as bactérias naturalmente presentes na troca de germes delicia do sexo de subirem uretra acima e se acomodarem por lá. Sério, esse hábito muda a vida. Novamente, salvo em casos de absoluta impossibilidade ou absoluto desmaio imobilizante pós orgasmo, com a condição de ir fazer assim que der.


– CRAMBERRY: Tomar o suco (litros e litros), ingerir cápsulas ou mesmo comer a frutinha pura. Comprovadamente eficaz.

O objetivo dessa página é informar, JAMAIS substituir uma consulta médica.

Ciclo menstrual

Ciclo menstrual

Um ciclo menstrual vai do primeiro dia da menstruação até o primeiro dia da próxima menstruação. A primeira borra, primeira manchinha de sangue, ja é considerado o primeiro dia do ciclo. Não necessariamente ele tem que durar 28 dias, isso é uma média (é lindo quando […]

Síndrome dos Ovários Policísticos

Síndrome dos Ovários Policísticos

Vamos entender essa síndrome que ataca tantas mulheres Como o nome diz, é uma síndrome (síndrome = conjunto de sinais e sintomas observáveis em um processo patológico). Uma síndrome metabólica, caraterizada principalmente por resistência à insulina, um hormônio fundamental produzido pelo pâncreas que participa do […]

Candidíase, a companhia desagradável

Candidíase, a companhia desagradável

A gente não quer, mas as vezes ela acaba aparecendo

Cândida Albicans é um fungo que faz parte da flora natural de quase todos os organismos. Um fungo que se preze adora lugares fechados, escuros, quentes e úmidos, ou seja: vagina, o lugar perfeito! Mas que droga.
Até ai beleza, se você por exemplo fez um exame Papa Nicolau e apareceu presença de Cândida, ok, normal, acontece nas melhores vaginas. O problema é que ela é oportunista. É, ela nunca me enganou. Enquanto ta tudo equilibrado nosso sistema imunológico + o PH ácido da vagina + a flora bacteriana normal conseguem manter ela quieta na dela, mas é só um deles se distrair que ela se espalha toda, tipo aquelas pessoas, sabe? Então. Quando ela se prolifera e mostra a cara ela incomoda. E muito. Ai vem a Candidíase vaginal, a infecção causada pela Cândida.

A Candidíase é a vaginite mais comum e muitas mulheres sofrem desse mal crônico e repetidamente, exatamente por ela ter uma relação extremamente forte com nossas questões emocionais.
Várias coisas podem afetar nossa imunidade, ela não é lá muito difícil de se abalar. Stress, cansaço,tristezas, aborrecimentos, preocupações, inseguranças, pressões, excessos,alimentação inadequada, fumo, doenças (até mesmo um simples resfriado), uso prolongado de antibióticos…
Já o PH e a flora vaginais também podem se modificar por alguns motivos como alterações hormonais, diferentes fases do ciclo,mudanças de hábitos e relações sexuais.

A Cândidíase causa uma grande irritação na mucosa vaginal e na vulva, coceira, pinicação, ardência, dor ao urinar, dor na relação sexual… uma desgraça. Causa também um corrimento bem característico, branco espesso grumoso que lembra leite talhado, fica grudado nas paredes vaginais e não tem cheiro. Não necessariamente estarão presentes todos esses sintomas de forma exacerbada, podem ocorrer infecções mais intensas ou mais leves, as vezes apenas com a coceira e sem o corrimento, por exemplo.

Embora o contato sexual possa transmitir a cândida, a candidíase não é considerada uma DST, na maioria das vezes a pessoa ja possuía aquele germe e ele apenas se proliferou loucamente, tomou conta da casa inteira sem ninguém convidar e além de tudo é daqueles que não se manca, ruim de ir embora.

Botando a candidíase pra correr

Pra botarmos ela pra correr de verdade e se não pra sempre pelo menos por um bom tempo, é necessário um cuidado tanto local quanto global.

Local: Banhos de assentos com ervas específicas, alho, óleos, iogurte, própolis.
Global: chás, tinturas, homeopatia, cápsulas de alho.

Alimentação (FUNDAMENTAL): cortar farinha branca, açúcar, laticínios (a Cândida folgadona ama, se alimenta disso)
Tratar o emocional, buscar o reequilibro interno, ouvir seu corpo, o que ele está querendo te mostrar com aquilo.

CALMA GENTE!!!! EU VOU EXPLICAR MELHOR CADA UM DESSES TÓPICOS!! Vou falar de cada um deles em posts separados se não isso aqui vira uma palestra.
É muita informação gente.
Fica fria, segura a onda, força na piriquita!!

Enquanto isso, uma dica simples e de ouro: DURMAM SEM CALCINHA!! DEIXEM A XOXOTA RESPIRAR!!

Corrimento vaginal  (Leucorreia)

Corrimento vaginal (Leucorreia)

Entenda o corrimento vaginal São as alterações caracterizadas por um fluxo vaginal ANORMAL, geralmente com volume aumentado, podendo ter ou não cheiro desagradável, irritação, coceira ou ardência na vagina ou na vulva ,vontade de urinar freqüentemente, coloração ou consistência diferente. Outra coisa é a secreção […]

Entendendo o ciclo menstrual (de forma simples, ufa!)

Entendendo o ciclo menstrual (de forma simples, ufa!)

Parece complicado, mas entenda como funciona. Entender os nossos corpos, mulheres, é poder. Poder sobre nós mesmas: o mais poderoso de todos os nossos super poderes. O ciclo menstrual, do ponto de vista fisiológico e hormonal, é complicado, mas saber o que acontece conosco todos os […]