Mês: fevereiro 2019

Autonomia: substantivo feminino

AUTONOMIA: Substantivo feminino. Capacidade de governar-se pelos próprios meios. É a capacidade de um indivíduo racional de tomar uma decisão não forçada baseada nas informações disponíveis. Hum. Então autonomia é liberdade. Mas antes é preciso informação. A mulher atual não apenas busca como exige ser dona de si e de suas escolhas. Mas muitos desvios…

Tornar-se especialista em si mesma

O mergulho no novo universo que a ginecologia natural nos apresenta é antes de mais nada o mergulho para dentro. Antes de constatar que é possível trocar comprimidos por chás e óleos é preciso constatar que cura e equilíbrio físico e mental não se encontram exatamente nisso. Nem em nada fora de nós. Estão dentro.…

Sobre as bruxas

Bruxas eram mulheres empoderadas. Insubordinadas. Livres. Que conheciam as ervas, os mistérios da natureza, da vida, da morte. Seu corpo, seu ciclo menstrual, seu poder.  Muitas não se casavam, preferiam viver na floresta com os animais e suas amigas. Ou sozinhas com suas plantas. Recusavam os padrões da normatividade. As que se casavam certamente não eram…

Ginecologia Natural também é um ato político.

Mulheres e todos que amam as mulheres! Falar sobre ginecologia natural é falar sobre libertação. É preciso compreender seu significado mais profundo para encontrar o caminho de cura que tanto se busca. É preciso assumir a responsabilidade e examinar internamente suas sombras mais ocultas. A dor física que te assola é a expressão do fogo…

O caminho da Ginecologia Natural não tem atalhos!

É um caminho mais longo, mais demorado. Seu ponto de chegada porém, se é que existe, é mais verdadeiro e profundo. O caminhar em si só é belo, leve e alegre. É o caminho da mulher para dentro de si mesma. A ginecologia natural busca acima de tudo a CONEXÃO. Primeiro a conexão consigo.💚E então no…

Afinal, o que é ginecologia natural?

Um novo olhar sobre a saúde da mulher… Para as mulheres que estão tendo contato com esse termo agora, trago esse texto para iniciar a contextualização e a abertura para expansão da mente necessárias ao entendimento dessa que não é uma nova especialidade médica, mas muito antes um movimento baseado principalmente em um novo olhar…