Tag: saúde

Ânsia pelo Diagnóstico Médico

Ânsia pelo Diagnóstico Médico

Observando as pacientes sob a ótica da ginecologia natural digo que acredito que todo desequilíbrio físico tem um ou vários fatores emocionais envolvidos. Sim existem fatores causais bem determinados como vírus, bactérias, maus hábitos, genética. Em uma análise simplória: todos estão ligados à imunidade, que […]

Do que você se Nutre?

Do que você se Nutre?

O combustível do corpo é o que o faz se mover e atender aos comandos que damos a ele todo o tempo. Voluntária ou involuntariamente. Até para que o coração bombeie, que as trocas gasosas aconteçam, a absorção, a excreção e tudo o mais é […]

Absorventes comuns de algodão são ruins para a saúde da vagina?

Absorventes comuns de algodão são ruins para a saúde da vagina?

Absorventes descartáveis são ruins não apenas para a saúde da vagina.

São ruins para o que chamamos de saúde menstrual, ou higiene menstrual. E são ruins para a saúde do planeta!

Tanto os externos quanto os internos, nem sei dizer qual é o pior. Eles não são feitos apenas de algodão. Algodão é apenas parte deles, as demais substâncias mais comuns presentes nos absorventes são: gel de poliacrilato, rayon, poliéster, polietileno, polipropileno,celulose e fibras.

O Poliéster, Polipropileno e Polietileno são feitos a partir de petróleo, água, ar, álcool e ácido, e liberam um tipo de gás irritante da mucosa vaginal. Revestem os absorventes tornando-os ultra absorventes, não permitido a passagem do ar e, tornando o local abafado, quente e úmido, o que propicia a proliferação de fungos e bactérias, responsáveis pelo mau cheiro na menstruação. O sangue menstrual, em condições saudáveis, não cheira mal. Tem apenas cheiro de sangue. O que causa o odor ruim é o contato com o absorvente contendo essas substâncias.

O Rayon e o gel de Poliacrilato tem características abrasivas, que além causarem irritação podem aumentar a incidência de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), devido a pequenos cortes e úlceras que facilitam a entrada dos germes.

Sabemos que existem vários casos comprovados de Síndrome do Choque Tóxico causada pelo uso de absorventes internos. Síndrome do Choque Tóxico é uma reação  que ocorre a partir de Stafilococcos, uma bactéria muito comum presente na flora natural de nosso organismo, mas que em determinadas circunstâncias produz uma toxina que causa um mal estar grande e repentino (dor, tontura, febre, vômitos, queda de pressão) que pode levar à morte. Estudos correlacionam essa questão ao uso dos absorventes internos por conterem o Rayon,  que permite seu uso de forma prolongada e causa toxidade.

Outra substância cuja presença na composição dos absorventes é controversa é a Dioxina. Dioxina é um poluente orgânico, subproduto dos processos industriais que utilizam cloro. Ela faria a parte do branqueamento dos absorventes, estando presente na produção da polpa de papel e do Rayon. Estudos apontam a relação das Dioxinas com proliferação endometrial, endometriose, cânceres diversos e alterações hormonais, podendo causar aumento do fluxo menstrual.

Sim, ela esta presente em muitas outras coisas que utilizamos por aí, e se livrar do tanto de substâncias tóxicas a que somos expostos diariamente nesse mundo é praticamente uma utopia.  Mas, estamos falando das nossas xoxotinhas, mucosa fina e delicada, ultra absorvente e sensível. Se pudermos preservar pelo menos ela, já que temos essa opção, muita coisa pode mudar em nossa saúde ginecológica.

Saúde Menstrual

A saúde menstrual é um dos principais determinantes da saúde ginecológica. Ela inclui os cuidados que temos com nossa menstruação.

Tomarmos banho quando estamos menstruadas (não é óbvio pra todo mundo), usarmos roupas que permitam arejar, não apertadas na barriga, repousar, são alguns exemplos de cuidados da chamada “higiene menstrual”, mas não são regras – imagina, a essa altura alguém vir dizer o que pode e o que não pode fazer menstruada.

De uma forma geral eu diria para buscar não se forçar a fazer atividades, sejam físicas ou mentais, que não estiver se sentindo bem para fazer (quando isso for possível, claro).

A saúde menstrual fala também em nos conectarmos com esse momento e compreender sua importância e sua beleza, dessa forma será possível ouvir o corpo e identificar o que vai te fazer bem ou não nessa fase.

Não tenho dúvidas de que a mudança dos absorventes descartáveis para o uso do coletor menstrual ou dos bio absorventes (absorventes de pano) é muito positiva na vida da mulher. Isso leva acima de tudo a uma mudança na relação com a menstruação. A mulher pode ver, tocar, sentir melhor a menstruação, intimamente. Entre outras coisas, essa transição leva a mulher a curtir menstruar. Confie!

A menstruação é um período de intenso poder da mulher, energeticamente falando. 

Por muitos séculos foi sabido como algo sagrado e hoje jogar nosso sangue em lixões embrulhados em montes de plástico é um triste desperdício de potencial curativo da mulher.

Os coletores menstruais são confortáveis, práticos, seguros, duradouros.  Mas, tem algumas mulheres que não se adaptam bem a eles. Muitas sentem ainda a necessidade de deixar fluir o sangue para fora, como uma corrente, mantendo o fluxo.

Para essas e para todas eu aconselho experimentarem também os bio absorventes de pano. Pode parecer muito estranho, ou até um retrocesso voltarmos a usar o que nossas avós usavam, mas testem e vejam que delícia.

PS: não são iguais aos da vovó, hoje em dia as manas fazem uns lindos, no tamanho perfeito, com botãozinho pra fazer abinha e prender na calcinha, estampas fofas e paninhos super macios. A xoxota fica toda macia, arejada e confortável e de quebra você dá uma força pra artesãs autônomas e não pra indústria eca : )

Plantar a Lua

Deixe os fofinhos de molho em água pura antes de lavar e depois use essa água pra molhar as plantinhas. Faça o mesmo com o sangue coletado, caso esteja com o coletor. (Você pode também alternar o uso dos dois durante o ciclo)  Isso é Plantar a Lua!

Só aderindo aos coletores ou bio absorventes você pode preservar o sangue pra plantar a lua. Plantar a lua é se conectar com a Terra, com os ciclos do universo, é reverenciar a mãe Gaia.

Talvez isso não faça sentido pra você, e eu entendo, não fez pra mim também por muito tempo. Você pode fazer a transição dos absorventes descartáveis para os ecológicos sem precisar plantar sua lua. Mas se quiser conhecer, tenta e vê o que acontece. Dizem que se todas as mulheres plantarem sua lua o mundo irá mudar. Demorei muito pra entender isso. Mas hoje posso te contar que o meu já esta mudando. E muito!

Mudanças são contagiosas.

Cada nova mulher terá mais forças pra mudar se ver outras mudando também, incentivando, aconselhando. Não é só pra nós, é o que deixaremos pras nossas filhas, sobrinhas, irmãs que ainda virão.

O planeta agradece de várias formas.

Falei no começo que os bio absorventes e coletores menstruais são melhores para o planeta, nem preciso explicar porque, né? Mas, se quiserem ler um pouco sobre a história dos absorventes e seu impacto ambiental desde a produção até o descarte, da uma olhada nessa matéria aqui:

http://www.ecycle.com.br/component/content/article/67-dia-a-dia/3989-absorventes-intimo-interno-externo-feminino-menstrual-diario-noturno-impactos-residuos-persistem-meio-ambiente-saude-mulher-infeccoes-sindrome-choque-toxico-alternativas-coletor-reutilizado-soft-tampom-absorvente-biodegradaveis.html

Beijo, manas, e coragem!! Eu avisei que nós somos a revolução!

 

Infecção urinária

Infecção urinária

Presença anormal de bactérias no trato urinário Cistite: quando a infecção está na bexiga e na uretra (o “caninho” que leva o xixi da bexiga até lá fora) – é a infecção mais comum, especialmente nas mulheres pelo simples fato de terem a uretra mais […]

Síndrome dos Ovários Policísticos

Síndrome dos Ovários Policísticos

Vamos entender essa síndrome que ataca tantas mulheres Como o nome diz, é uma síndrome (síndrome = conjunto de sinais e sintomas observáveis em um processo patológico). Uma síndrome metabólica, caraterizada principalmente por resistência à insulina, um hormônio fundamental produzido pelo pâncreas que participa do […]