Tornar-se especialista em si mesma

Tornar-se especialista em si mesma

O mergulho no novo universo que a ginecologia natural nos apresenta é antes de mais nada o mergulho para dentro.

Antes de constatar que é possível trocar comprimidos por chás e óleos é preciso constatar que cura e equilíbrio físico e mental não se encontram exatamente nisso. Nem em nada fora de nós. Estão dentro.

A cura pela ginecologia natural é interior, sem esse mergulho ela não acontece. E o mergulho interno é causa, consequência e também meio para chegar a um dos nossos grandes pilares, que é o AUTOCONHECIMENTO.

Auto conhecimento sabemos, é uma das maiores buscas do espírito humano e é exatamente dele que tantas vezes muito fugimos.

No caso aqui envolve autoconhecimento em todos os aspectos mas focado inicialmente na observação física de si, do funcionamento de seu próprio corpo e suas particularidades.

Parece meio bobo talvez? Pois não são poucas as pessoas q tem vaga ideia sobre isso.

Observar e perceber o que o corpo diz:

O sistema produtivo capitalista enlouquecido, a vida corrida e o tempo das máquinas propositalmente nos afastam dessa percepção e especialmente as mulheres com seus ciclos naturais podados por hormônios artificiais desde muito novas, passam a vida sem sentir seus corpos verdadeiramente. O hábito de observar e de perceber seu corpo.

  • Distinguir quais alimentos te causam quais reações, sejam físicas ou não. E que em outras pessoas talvez tenha efeito oposto.
  • Qual horário do dia você funciona melhor e para qual tarefa.
  • Que tipo de ambiente, clima, temperatura, qual estação do ano influencia no seu biotipo.

Seu organismo certamente responderá de forma diferente ao contato com uma erva do que com outra e aquele chá que operou milagres na sua amiga pode ser indiferente pra vc. Por isso os tratamentos na ginecologia natural são individualizados.

As práticas propostas com o uso das plantas medicinais ajudam a sutilizar nosso corpo e nossa mente para conseguirmos abrir esse canal de comunicação com a gente mesma com mais facilidade.

A busca da conexão consigo ajuda as plantas medicinais a trabalharem plenamente.

Dessa forma necessariamente caminhamos para a AUTONOMIA que nos confirma que, embora precisemos sim de profissionais de saúde gabaritados, a pessoa com maior conhecimento sobre meu corpo sempre serei eu mesma, que o habito desde antes de nascer, por todo tempo infinitamente.

Ele que não paro de ver, ouvir, sentir e honrar por um só segundo. E cada vez mais assim será.

Assim sou e somos, especialistas em nós mesmas.

A ilustração é do Ateliê do Mato. Você encontra mais em @atelie_do_mato 

Comentários