Sobre HPV e Papa Nicolau

Sobre HPV e Papa Nicolau

O início dessa conversa está no texto “Vamos falar sobre HPV”. Você encontra ele clicando aqui!

Continuando nosso papo sobre HPV…⠀

O senso comum preso à matrix pode levar as pessoas a acharem q em se tratando de uma possibilidade de câncer devemos pecar pelo excesso, ou seja: mesmo não sendo necessário vamos colher o preventivo todo ano pq não custa nada né?!⠀

Esse possivelmente seja o argumento de vários ginecologistas para te convencer que você TEM QUE ir no consultório dele todos os anos, mas não, isso não apenas é desnecessário, é ERRADO.⠀

O protocolo de coleta trianual é baseado no comportamento e tempo de desenvolvimento da doença. Diversos estudos comprovam que excesso de exames PREJUDICA o paciente; e, dentre outras coisas, leva a resultados falso positivos e intervenções equivocadas. ⠀

Como eu disse anteriormente simplesmente aparecer HPV no exame não tem grande significado.

A gente faz o exame buscando detectar possíveis lesões celulares q ele pode vir a causar e essas lesões também tem vários graus. De forma resumida tem as de baixo grau (NIC I ou L- SIL) e as de alto grau (NIC II e III ou H-SIL).

Para as lesões de baixo grau não há indicação de colposcopia ou biópsia, apenas para as lesões de alto grau.

Colposcopia é um exame mais detalhado do colo uterino em q se usa um aparelho com uma lente especial e substâncias específicas (ácido acético e Lugol) para analisar melhor as lesões. Esse exame só é indicado para casos de Papa Nicolau com alterações de alto grau, nunca rotineiramente. ⠀

Existe também um resultado possível que é uma sigla chamada ASCUS q significa “Células Escamosas Atípicas de Significado Indeterminado” (em inglês) e quer dizer literalmente o q ela diz: foram encontradas umas células meio diferentonas mas seu significado é indeterminado.⠀

Ou seja: resultado inconclusivo. Indicação: não entrar em nóias e repetir o exame após um tempo (normalmente 6 meses). ⠀

Existem possibilidades de tratamentos naturais individualizados para todos os casos, principalmente os indeterminados e os de baixo grau. Mudar a alimentação, reforçar a imunidade, desacelerar, ver o emocional envolvido, sempre vai fazer parte.

A maioria desses casos de baixo risco o corpo resolve sozinho.

Não tenho como passar tratamento de algo tão importante pela internet mas deixo o alerta: SIM devemos colher Papa Nicolau, mas da forma correta.

O câncer de colo uterino é real e mata mulheres jovens, mas precisamos nos informar pois vejo muitos casos serem mal conduzidos levando a procedimentos e principalmente stress exagerado à mulheres saudáveis.

A linda imagem é da artista @paula.duro

OBS: a terceira parte dessa conversa você encontra clicando aqui!

Comentários