Sobre a Vacina do HPV

Sobre a Vacina do HPV

O Ministério da Saúde anunciou recentemente que está ampliando o acesso a vacinação contra o Papiloma Vírus Humano (HPV) para homens e mulheres entre 15 e 26 anos nos postos de saúde do SUS. Até então essa vacina era oferecida somente para o público alvo que são meninos entre 11 e 13 anos e meninas entre 9 e 14 anos. Essa medida tem caráter temporário, uma vez que foi tomada visando evitar o desperdício de vacinas e só será mantida em municípios que tiverem estoque.

A vacina oferecida é a tetravalente, que protege contra os subtipos 6,11 (mais comuns relacionados a verrugas), 16 e 18 (mais comuns causadores de câncer) e deve ser feita em duas doses para o público alvo (que apresenta melhor resposta imunológica) e em três doses para a faixa etária acima dos 15 anos. O intervalo entre cada dose é de 6 meses.

http://portalsaude.saude.gov.br/…/29280-saude-amplia-vacina…

Muitas pessoas me perguntam se devem ou não tomar a vacina e a minha resposta é: não tenho como responder.

Pois é. Foi malz galera.

😒😓

Muitos efeitos colaterais foram relatados e rola um amplo debate a respeito de sua real necessidade, riscos e benefícios.

A verdade é que só o tempo dirá. Serão precisos anos de acompanhamento para se ter uma avaliação conclusiva dos impactos reais dessa vacinação em massa na saúde da população.

Não há um consenso nem dentro da comunidade científica e nem na sociedade em geral.

Pra quem ficou #xatiada com minha resposta fugaz eu convido à reflexão: as pessoas reclamam que médicos determinam o que devem ou não fazer com seus corpos e reclamam quando não determinam.

Meu dever é informar

Então eu vou cumpri-lo mostrando as duas faces dessa questão e te convidando a tomar sua própria decisão. Ela é unicamente sua e deve ser tomada com conhecimento.

A Sociedade Brasileira de Imunizações é amplamente a favor e nega a relação entre os sintomas relatados e o uso da vacina: https://sbim.org.br/images/…/faq_hpv_sbim_final_10092015.pdf

Já esse estudo bem interessante da Universidade Federal do Rio Grande do Sul diz: “Considera-se segura a administração de uma vacina quando seus riscos são aceitáveis e seus benefícios os superam.

No caso da vacina contra o HPV, não há conhecimento sobre qualquer benefício em termos de proteção contra o câncer ou redução de mortalidade.” https://www.ufrgs.br/telessauders/noticias/vacina-hpv/Comenta sobre os possíveis efeitos adversos e cita outras evidências.

Pra quem manja de ler legendas em inglês da uma olhada nesse documentário: http://mulheres.org.br/…/as-meninas-vacinadas-documentario…/

(alias esse post é do Coletivo Feminista Sexualidade e Saúde que eu super indico em São Paulo)

Quem tiver mais material confiável para enriquecer o debate, é muito bem vindo. (Debate esse fundamental, mas onde não teremos opinião certa ou errada, ok?)

Lembrando que a vacinação NÃO libera as pessoas do uso da camisinha e nem as mulheres da coleta do exame Papa Nicolau de rotina!

Comentários