Síndrome dos Ovários Policísticos

Síndrome dos Ovários Policísticos

Vamos entender essa síndrome que ataca tantas mulheres

Como o nome diz, é uma síndrome (síndrome = conjunto de sinais e sintomas observáveis em um processo patológico). Uma síndrome metabólica, caraterizada principalmente por resistência à insulina, um hormônio fundamental produzido pelo pâncreas que participa do metabolismo da glicose. Não é uma doença específica dos ovários. Ela pode provocar outras doenças, como:

  • Obesidade
  • Hirsutismo (aumento dos pelos e distribuição andrógena destes – semelhante à distribuição masculina)
  • Acne
  • Irregularidade menstrual devido a ciclos anovulatórios – a mulher não ovula regularmente e em consequência disso passa vários meses sem menstruar (chamado de oligomenorreia)

Não é obrigatório que a mulher apresente todos estes sintomas de forma exacerbada para que seja fechado o diagnóstico de SOP, mas o fato é que: APENAS O ACHADO ULTRASSONOGRÁFICO DE MICROCISTOS NA PERIFERIA DOS OVÁRIOS NÃO SIGNIFICA QUE UMA MULHER TEM SOP!!

Vejo no consultório um número enorme de mulheres que receberam este diagnóstico erradamente (isso mesmo, er-ra-da-men-te) apenas porque fizeram uma ultra transvaginal (pedida desnecessariamente também na maioria das vezes) e nessa ultra veio escrito “observam-se microcistos nos ovários” (ou algo tipo isso).

Muitas dessas mulheres não apresentam nenhum sintoma, menstruam normalmente e passam a se achar portadoras de um problema grave, crônico, não sabem se poderão engravidar e se sentem escravas das pílulas anticoncepcionais(entenda sobre eles).

Você tem realmente a SÍNDROME dos ovários policísticos?
Porque se só tem cistinhos nos seus ovários, isso não tem significado, não tem que fazer nada, vida que segue. Você não tem SOP.

Esse é o primeiro ponto pra começarmos a conversa sobre esse assunto.

O segundo é que anticoncepcional não trata SOP.

Comentários