Os Malefícios da Pílula Anticoncepcional

Os Malefícios da Pílula Anticoncepcional

Quais são os malefícios do uso da pílula anticoncepcional além da – agora famosa – trombose?

Bem, não precisa de nenhuma pesquisa muito extensa pra descobrir, apenas com uma lida na bula contida nas caixas de todas essas medicações ja podemos saber que elazinha em si, nunca nos enganou. Os possíveis efeitos adversos estão todinhos escritos la: (quem parece que esqueceu de contar pra gente foi quem nos prescreveu ne)
Os primeiros são disturbios circulatórios em geral. Estudos epidemiológicos sugerem associação entre a utilização de COCs (contraceptivos orais combinados) e um aumento do risco de distúrbios tromboembólicos e trombóticos arteriais e venosos, como infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral, trombose venosa profunda e embolia pulmonar. Sim, esses eventos são raros e tem sua incidência aumentada quando ha a associação do uso da pílula com tabagismo, idade acima dos 35 anos, obesidade e histórico de alguma dessas doenças na família.

— Agora uma pausa pra ter um mini surto: “Outras condições clínicas que também têm sido associadas aos eventos adversos circulatórios são: diabetes melitus, síndrome dos ovários policísticos, lupus eritematoso sistêmico, síndrome hemolítico-urêmica, patologia intestinal inflamatória crônica (doença de Crohn ou colite ulcerativa) e anemia falciforme.” (Trecho extraído da bula do Diane 35) Einnnn??? Eu li síndrome dos ovários policísticos? Mas esse não é o remédio que dizem por ai que as mulheres portadoras de SOP TEM QUE tomar (mesmo que odeiem)? Ué……

Continuando,

outros probleminhas citados pela bula: risco aumentado para desenvolver câncer de colo do útero, pancreatite, hipertensão arterial, angioedema. Distúrbios gastrointestinais, distúrbios imunológicos, alterações de peso, retenção de liquido, distúrbios no sistema nervoso e distúrbios psiquiátricos, cefaléia e enxaqueca,alteracões no humor e na libido, alterações nas mamas, distúrbios cutâneos, alterações hepáticas, metabólicas, lipídicas (aumento do colesterol e triglicerídeos).

Bem, você pode pensar, e com certa razão “ah, Bel,mas a bula é terrorista, não é bem assim….”
Posso te afirmar então que embora os efeitos colaterais mais graves realmente não sejam assim tão frequentes (embora também não sejam assim tão raros) alguns outros atendendo e conversando com muitas mulheres eu ja constatei que são super ultra comuns.

A alteração do humor e da libido é a principal delas. Seguida pelas dores de cabeça, enjôos e alterações de peso. São muitas, muitas mulheres que tem. Ja tive pacientes que desenvolveram depressão de verdade e até quadros psicóticos. O problema é que muitas tomam anticoncepcionais ha tanto tempo que nem percebem que é isso que esta causando aquilo. Simplesmente não se conhecem sem a pílula. Mulheres jovens e saudáveis que não sentem vontade de transar e acham que é porque estão casadas ha muito tempo ou porque os caras são tudo uns idiotas. Mulheres que sentem um desânimo na vida e acham que é assim mesmo, to cansada, ta foda. Mais de 10 anos observando de perto muitas mulheres me levaram a ver que o uso continuo de COCs nos deixa num estado de letargia.

Mas a imensa maioria só vai perceber isso depois que para de tomar. Antes achavam que eram assim mesmo e que “não sinto nada com a pílula, me sinto normal”. Sqn. Quase todas as que param de tomar relatam se sentir MUITO melhor de uma forma geral.

É claaaaaro que são questões muito individuais e que varia de mulher pra mulher, citei aqui uma observação geral.

Pra terminar vou te contar:

tem médicos que defendem o uso do anticoncepcional alegando que o risco de trombose numa gravidez é duas a seis vezes maior do que com o uso da pílula.
Mas gente, quem falou que se eu não tomar pílula eu vou engravidar?? Existem outros métodos de evitar gravidez, migo. Eu ein….
(mesma resposta vale para comentários que certamente virão: “mas a pílula melhorou minha TPM/minha cólica/minha menstruação enlouquecida/ minha acne/minha endometriose/minha unha encravada” Existem outras formas -bem melhores- de tratar tudo isso.)

Comentários