O que é e como lidar com a Herpes Genital.

O que é e como lidar com a Herpes Genital.

Herpes genital é a doença com presença de úlcera genital mais comum e é uma infecção crônica. É transmitida através do HSV – Herpes Simples Vírus. Existem dois tipos de HSV: o HSV 1 é o que causa mais frequentemente as lesões orais e o HSV 2 é o mais comum encontrado nas lesões genitais, embora ambos possam causar lesões genitais. 

Estima-se que próximo a 90% das pessoas na idade adulta já teve contato com o vírus da herpes, porém devido a resposta imunológica boa parte delas não desenvolve a doença. 🙊

A herpes genital é uma DST.

Pode haver contaminação com o simples contato entre as mucosas e também através do compartilhamento de brinquedinhos sexuais. Ou seja, sexo hétero, homo, bi, trans, com ou sem penetração, de todo jeito tem como pegar.

Não tem cura, uma vez contaminada a pessoa será portadora do vírus pra sempre mas só transmite a outra pessoa quando está com lesão ativa.

As lesões do herpes passam por um ciclo bem caraterístico: iniciam como vesículas (pequenas bolhas) que depois de alguns dias se rompem tornando-se úlceras muito incômodas e dolorosas que posteriormente viram crostas (tipo machucadinhos com casquinhas) e cicatrizam. Podem vir junto sintomas como febre baixa, mal estar e dor de cabeça.

Também é possível aparecerem sintomas urinários como aumento da frequência e dor ao urinar. Algumas pessoas que tem herpes de repetição sentem sinais de que ela esta se iniciando como vermelhidão, formigamento ou coceira no local antes de desenvolver as vesículas.

O período de incubação é de aproximadamente 7 dias e a primeira infecção da vida costuma ser mais severa, vindo as posteriores com menor intensidade.

A frequência das crises esta totalmente relacionada a imunidade da pessoa e, claro, ao seu estado emocional. É super comum as lesões aparecerem quando se esta chateada, estressada, cansada, alimentando-se mal ou com alguma outra doença adjacente.

E os tratamentos?

A herpes é uma doença chamada “auto limitada”, que significa que os sintomas necessariamente vão desaparecer sozinhos no período de 7 a 10 dias mais ou menos mesmo se a pessoa não fizer nada (período médio para melhora da dor, a cicatrização total das lesões pode levar ate 2 semanas, variável para cada paciente). O tratamento oferecido objetiva o alívio dos sintomas que são realmente muito desagradáveis.

A Ginecologia Natural trata a Herpes primeiramente dando atenção à causa emocional que a desencadeou, buscando acalmar a mente e especialmente reforçando a imunidade. A imunidade pode ser fortalecida com boa alimentação rica em vegetais, sucos verdes pela manhã, repouso adequado e também com a ingestão de própolis, alho e chá de Equinácea. 🌾🍃🌿

Banho de assento com Barbatimão leva a bastante alívio nas feridas genitais e para passar no local é possível usar o óleo vegetal de Copaíba e/ou óleo de côco com uma ou duas gotas (no máximo) de Tea Tree ou própolis 🐝 .

A única forma de evitar a contaminação por Herpes é usando camisinha em TODAS as relações sexuais, durante TODA a relação.

Créditos da foto: artista desconhecida, se alguém souber avisa.

Comentários