É possível viver sem Pílula?

É possível viver sem Pílula?

MAS COMO ASSIM?? CÊ JURA??? 

Sim amadas, eu juro! 

Essa é a pergunta que mais tenho visto nos comentários aqui, especialmente desde que anunciei o lançamento do meu eBook “GINECOLOGIA SEM HORMÔNIOS”.

E eu que me pergunto “como assim?”

Não que a pergunta seja absurda, mas é chocante o quanto a massificação, a desinformação proposital do meio médico e as propagandas incessantes dos laboratórios farmacêuticos infelizmente tem dado certo. =(

No início de tudo convenceram as mulheres que elas desejavam os hormônios sintéticos. Agora as fizeram acreditar que elas PRECISAM deles.
Antes era o símbolo da liberdade, agora a inevitável prisão.

Mas, vamos pensar assim: nossos corpos não são programados para funcionarem perfeitamente sozinhos?? Ou viemos todas já previamente defeituosas??

E antes das pílulas anticoncepcionais como as mulheres viviam? (os ACs só se tornaram realmente populares na década de 60, ou seja não faz muito tempo)

Algumas possíveis respostas:
– “Bem, essas mulheres tinham muito mais filhos…….. ”
E eu digo: Mas será que era pela falta da pílula ou era a cultura da época? Até então as mulheres viviam para o lar e a imagem da felicidade era um casamento e uma família numerosa não é?

E hoje em dia um dos fantasmas que assustam mulheres que se sentem prisioneiras das pílulas é a ideia de que, caso parem, correm o risco de ficarem inférteis.

Ué…. mas a mulherada pré pílula era bemmm fértil né?! Certamente as taxas de natalidade ou de filhos por mulher não tem relação com o uso ou não de anticoncepcionais e sim costumes, época, acesso à saúde e informação.

– “Essas mulheres ancestrais viviam menos anos….”
Verdade, mas a principal causa de mortes não eram distúrbios menstruais e sim infecções.

– “Será que muitas delas penaram durante a vida com endometriose e síndrome dos ovários policísticos?”
É possível, porque não se tinha conhecimento sobre essas doenças. Mas hoje que nós temos, e a medicina convencional as trata unicamente com os ACs, elas tem diminuído ou aumentado a incidência??
E as que tomam encontram a cura? Infelizmente sabemos que não….

Mulher, eu sei que você que toma anticoncepcional hormonal há anos toma porque seu médico mandou. Você não é culpada. Você é vítima do sistema. Todos somos. Até mesmo provavelmente esse médico.

A gente aprende errado desde a faculdade. O raciocínio já começa errado. Combate-se a consequência e não a causa. Trata-se a doença e não o doente.
O mundo tem pressa, precisamos fazer dinheiro pra girar a roda do capitalismo. Uma sociedade sem saúde real muito interessa aos que nos dominam. O patriarcado urge. As pílulas nos controlam e a indústria lucra com a falta de amor das mulheres por seus corpos.

A vida sem pílula não só é possível como muito melhor. 🍇

—-> Mesmo pra quem tem SOP, endometriose, miomas, cólicas fortes, TPMs surreais. SIM SIM SIM!!! ISSO ISSO ISSO!!!

E o que é preciso é antes de tudo sair da Matrix.
Olhar com outros olhos para todas as questões. E a Ginecologia Natural vem sempre, antes de tudo, oferecer um novo olhar. O olhar que vê além. Que vê mais fundo. As respostas estão dentro e toda a cura também.

São muitas as alternativas e o livro “Ginecologia sem hormônios” não é um livro de receitas naturais. Ele vem questionar o modelo vigente, debater, quebrar paradigmas, falar sobre essa nova ginecologia e mostrar as alternativas para um cuidado mais verdadeiro e eficaz com a saúde feminina.

Na sequência vou promover encontros online ao vivo para falarmos mais a fundo sobre o assunto e as opções de tratamento e de cuidados ginecológicos sem uso de hormônios sintéticos.

Essa é a quinzena especial do programa “Ginecologia sem Hormônios – é possível viver sem pílula”. Isso é realmente incrível e revolucionário!

Já tem muitas mulheres se juntando, vem também!!
Participe com a gente, conheça a Ginecologia Natural!!
Coragem!! Acredite!!
O novo sempre vem!!!

– os créditos da imagem vão para Xixi Wang (China) –

Comentários